Archive for outubro, 2010


Por Ivana Dalmás

O município de Tupanciretã foi confirmado, novamente, como o maior produtor de soja do estado. A constatação é fruto de um relatório de produção agrícola baseado em dados do IBGE que traz também informações sobre aspectos financeiros provenientes do cultivo do grão, que é responsável por movimentar cerca de 231 milhões de reais a cada ano. Em segundo lugar, no ranking de produção, aparece o trigo, com um volume de 23 milhões de reais
Para aqueles que acompanham a trajetória da cidade, nada surpreende o fato de ela permanecer em primeiro lugar, uma vez que, já há muito tempo, a área de soja cultivada em seus campos já atinge grandes patamares. Para a próxima safra, a previsão é de que a área de cultivo alcance 150 mil hectares.
Os agricultores mostram-se otimistas frente à perspectiva de anos passados. Para o produtor da localidade de Linha Batú, Altanir Malheiros Almeida, 62 anos, que produziu somente 50 hectares em sua última safra, a tendência é de que haja maior lucratividade na próxima, que começa a ser cultivada já nesse mês de outubro: “Espero produzir três toneladas do grão por hectare, até pelo meu investimento em maquinário e em sementes de qualidade”, explica. Almeida comenta ainda a importância de se estar a par do que ocorre no segmento tecnológico e de se voltar as atenções ao uso dos fertilizantes certos para cada tipo de solo, a fim de garantir maior êxito ao fim da jornada produtiva: “Temos de utilizar tudo isso ao nosso favor”, finaliza.

CNA ALERTA PARA OS BAIXOS VALORES DE MERCADO
Estudos da CNA – Confederação da Agricultura e Pecuária no Brasil indicam que os agricultores perderam renda por causa dos baixos valores do mercado. A última colheita, que foi recorde, com 146 milhões de toneladas do grão, não favoreceu os produtores, pois os preços caíram 13% em relação ao ano anterior. A expectativa, entretanto, é de que o prejuízo dessa safra seja recompensado por esta, que já começa a ganhar forma nos campos do país.

Por Lucas Padilha

Pais e professores estão atentos ao bullying, um tema que é motivo de extrema preocupação. O assunto deixou de ser um mito e está cada vez mais frequente nas discussões de professores tanto da rede pública de ensino, quanto de escolas particulares. Prevenir a prática, desvendar a origem do comportamento violento e verificar as conseqüências para quem sofre são uns dos grandes desafios que permeiam o bullying. Mas afinal, o que é isso?
Bully pode ser traduzido como desordeiro ou mais, popularmente, “valentão”. Logo, bullying nada mais é que o ato de molestar, agredir ou expor a humilhações um indivíduo, aparentemente, incapaz de se defender. Muitos casos são encarados como brincadeiras entre os jovens, algo natural, típico da idade infantil, mas o que intriga os especialistas são os resultados que agressões físicas e psicológicas vêm trazendo às vítimas. “O alvo de Bullying apresenta sintomas que podem se transformar em distúrbios, como agressividade, depressão, dificuldade de relacionamento com outras pessoas e, em casos extremos, podendo levar ao suicídio”, alerta a psicopedagoga Fátima Costa.
Um dos casos mais famosos é o do sul-coreano Cho Seung-Hui, de 23 anos, que era alvo de discriminações na Universidade Técnica de Virgínia e acabou matando 32 pessoas, antes de dar fim à própria vida. “Morri como Jesus, para inspirar fracos e indefesos”, desabafava Cho em um vídeo produzido às vésperas do massacre e veiculado pela rede de TV americana NBC. Em Ijuí, um adolescente de 15 anos foi notícia em todo o país após ser atacado por socos e pontapés. Um dos agressores gravou toda a ação com uma câmera de celular e enviou para a vítima como forma de intimação – fato que levou o jovem a trocar de escola.
Para evitar que casos graves sejam registrados em Cruz Alta, o conselho tutelar trabalha na prevenção desse mal. A coordenadora do órgão, Gabriela Viegas, explica os procedimentos, quando há denúncias de violência envolvendo crianças e adolescentes: “Quando, além de constantes, as denúncias se dão envolvendo os mesmos participantes, buscamos conversar com a vítima, com o agressor e com os responsáveis de ambas as partes. Agimos de forma preventiva, e não punitiva”, explica.

Vídeo-game e Internet: uma mistura perigosa
Jogos eletrônicos, cujos temas são brigas de rua ou similares podem ser um dos principais incentivadores de comportamentos agressivos. Fátima comenta que a realidade dos games atuais desperta a imaginação dos jovens. “O adolescente está em um período de fantasias, então ele tem uma capacidade de abstração muito grande. A atenção dele se volta a sonhos, utopias, situações impossíveis. Assim ele passa a viver aquele personagem do jogo eletrônico”, ilustra. Fica o alerta: nem sempre estar em casa é sinônimo de total segurança para os jovens.

Por Viviane Lara

Mal pode comprometer funcionamento de rins, coração, entre outros…

Quando se fala em pressão arterial, já se ouvem diversas opiniões a respeito, algumas, muitas vezes, infundadas. O fato é que todas as pessoas têm pressão arterial – que nada mais é que o resultado do bombeamento do sangue pelo coração. Ao sair pela artéria aorta, o sangue é espremido para ganhar foca e percorrer todo o corpo até as partes mais distantes do coração. Contudo, o que pode ocorrer é o desequilíbrio desse fluxo – o aumento ou a redução desordenada, chamados de pressão alta e baixa, respectivamente.
Grande parte das pessoas que sofrem desse mal não sabem disso, uma vez que o organismo acaba criando mecanismos para se adaptar ao alto ou ao baixo nível de bombeamento.
Não há uma causa específica para o aparecimento da pressão alta – a ocorrência mais grave – contudo é preciso voltar as atenções ao mal, uma vez que este pode funcionar como catalisador para outras doenças: silenciosamente, alguns órgãos vão sendo prejudicados de forma sistemática, devido à falta de diagnóstico preciso, como rins, coração, cérebro e olhos.
Para a família de Altiva Moraes, toda vez que a aposentada sente a manifestação da pressão alta, o dia se resume à correria e preocupação, uma vez que suas crises são muito repentinas. Ela conta que, desde criança, passa pelo problema, que, há algum tempo, se intensificou devido ao surgimento de uma osteoporose.

Por Isabele Lopes
Rossano Viero Cavalari, 50 anos, é natural de Santiago. Reside em Cruz Alta desde a década de 70. É pesquisador, escritor, compositor e filatelista. De 2005 a 2008 foi Secretário de Cultura de Cruz Alta e atualmente é Diretor do Museu Erico Veríssimo.

FILATELIA
“Em 1986 eu elaborei um ensaio na espécie de um livro que circulou internamente em algumas agências de correio, que foi um manual de filatelia que é outra paixão da minha vida que é colecionar selos postais. Entrando a fundo no contexto da filatelia mundial a noção de história se abre principalmente no que diz respeito no processo ideológico dos países.que estampam através dos selos o que eles querem que sejam vistos pelos outros países. Obviamente a filatelia foi que me despertou esse caminho da pesquisa”, Rossano Cavalari.

Abaixo, segue link para o boletim de Isabeli Lopes sobre o assunto:

230559-filatelia

Por Daniela Lisboa

Inicia na próxima quarta-feira, 21 de outubro a 5ª Edição da Feira das Profissões da Universidade de Cruz Alta. A feira apresenta os cursos e as atividades desenvolvidas na Unicruz a alunos do ensino médio e de cursos pré-vestibular como forma de auxiliá-los na escolha profissional.
A Feira acontece de 20 a 21 de outubro de 2010 no Campus Universitário, durante os períodos da manhã e noite. O evento tem como objetivo orientar os estudantes do último ano do ensino médio, tirando dúvidas, dando orientação e oferecendo informações que possam ajudá-los na escolha de sua profissão.
Durante toda a feira, os visitantes, além de conhecer toda estrutura do Campus, terão a oportunidade do contato com o dia-a-dia de um ambiente universitário. A programação oferece aos visitantes diferentes opções em atividades e oficinas dentro dos cursos. Os visitantes podem se inscrever em atividades, visitas e oficinas dentro da programação dos Centros de Ciências Agrárias, Exatas e da Terra, Centro de Ciências da Saúde, Centro de Ciências Sociais e Aplicadas e Centro de Ciências Humanas e da Comunicação.
Durante os dois dias, os participantes poderão visitar os estantes dos cursos, conhecerem as unidades de ensino e pesquisa, visitar o espaço vestibular e fazer o teste vocacional.

Por Abel Ellwanger

O dia 12 de outubro, dia da criança foi data Da 13ª edição dos Jogos da Primavera, realizado pela AABB de Cruz Alta com o patrocínio da Federação Nacional das AABBs e do Seguro Ouro-Vida do Banco do Brasil (que repassa verbas para eventos da federação). Segundo o organizador Rogério Schussler, o evento contou com a participação de vários atletas e amadores da cidade, divididos em oito equipes que disputaram a modalidade da Bocha, e outras oito o Futsal.

A integração entre os sócios, atletas e a comunidade foi o principal foco dessa edição, bem como a divulgação e incentivo ao esporte e lazer. Divididos entre seus gostos, o público presente prestigiou e torceu pelas equipes participantes. Com essa proposta a premiação para os campeões era troféu e medalha. E o segundo lugar levava para casa apenas a medalha.

As competições se estenderam desde as nove horas da manhã até às 22h30 do mesmo dia. Na bocha o campeão ainda não foi decidido, duas equipes decidirão na próxima quarta-feira (20) quem leva o troféu de 1º lugar nesta edição. Já no futsal a equipe do Posto Porto Seco levou a melhor, venceu o Arranca em uma partida emocionante que só foi decidida nos penaltis. Porto Seco 4 x 3 Arranca.

Por Mauren Sauer

É inegável que os adventos tecnológicos facilitaram a comunicação e o acesso às informações. Desde primórdios quando o homem tentava se comunicar, a tecnologia daquela época também já estava presente. A comunicação tem caminhos estreitos por este canal da inovação e tecnologia, pois é por meio dele que as informações se propagam.
As inovações como os computadores, telefones celulares, máquinas digitais com alta definição, entre outros aparelhos que agilizam o método de apuração dos fatos. Essas facilidades aceleram o processo, fazendo com que as informações circulem de maneira ágil, praticamente instantânea. A internet se tornou uma ferramenta quase indispensável para a coleta de informações. A agilidade, no entanto, apresenta também aspectos negativos. O excesso de informações pode gerar contradições, isto pode diminuir a credibilidade ou causar confusões diante dos fatos.
Continuando nesta vertente de crescimento tecnológico, a máquina de escrever foi substituída pelos computadores. Antigamente os jornalistas faziam cursos de datilografia para redigirem suas matérias em laudas nas máquinas de escrever e, hoje, em um click nos computadores passam a sua matéria para a internet — onde em segundos ela é diagramada ou disponibilizada na rede. Isto prova o quanto a tecnologia modificou o processo de produção.
Além disso, o mercado lança a cada minuto uma nova “parafernália”, tornando quase impossível as pessoas se manterem atualizadas nesse mesmo ritmo. Confesso que, particularmente, tenho dificuldade em utilizar estas ferramentas e até mesmo de me inserir como usuário nas redes sociais e de me conectar neste ciberespaço. Mas não temos como ficar de fora, pois esta era tecnológica não é momentânea e sim permanente e essencial para a vida das pessoas e também dos jornalistas. Será que estamos dependentes desses suportes hoje? Penso então na bravura destes nossos colegas mais antigos que nem sonhavam com estes aparatos modernos…imagine como era difícil e complexo para realizar as suas tarefas noticiosas. Hoje se ficamos um dia sem internet, o que acontece?
Estas ferramentas vieram para auxiliar o jornalista na busca pelas informações, porém não se pode perder a essência jornalística, de ir a campo em busca das fontes, de checar as informações, efetuar a análise dos dados, a veracidade dos fatos e participar enfim, de todo o processo de edição de uma matéria jornalística, utilizando todos os aparatos necessários para aprimorar as informações. Um alerta: tornou-se essencial, porém não podemos nos tornar dependentes.

Por Daniela Lisboa

Estudos da atualidade têm mostrado que a inclusão de alimentos integrais na dieta pode, a médio e longo prazo, diminuir as chances de diabetes, obesidade e dislipidemias. Pesquisas ainda apontam que, comer diariamente produtos integrais como arroz, soja e farinha, diminui o risco de desenvolver doenças como câncer e problemas cardíacos.
De acordo com a nutricionista Larissa Rosa Lírio, os alimentos integrais são aqueles que não passaram pelo processo de beneficiamento ou refinamento, e dessa forma, ainda possuem as películas que envolvem os grãos. Essas películas são ricas em nutrientes como fibras, vitaminas e minerais. Por isso, alimentos como arroz, macarrão, biscoito e pão integral são considerados boas fontes de fibras alimentares, além de possuir melhores quantidades de vitaminas B, B2, B5, B6 e de minerais como o fósforo e ferro.

Alimentação saudável inclui na lista os integrais


“Outros benefícios em se aumentar o teor de fibras ingeridas são: melhor aproveitamento dos nutrientes, que estão diminuídos nos alimentos processados; melhor eficiência em programas para redução de peso, já que a fibra alimentar dá sensação de saciedade, reduzindo a fome e melhorando o resultado em programas de emagrecimento”, afirma a nutricionista.
A nutricionista lembra que uma alimentação saudável precisa conter todos os grupos de nutrientes: carboidratos, proteínas, lipídeos, vitaminas e minerais. Ao escolher os carboidratos, prefira as versões integrais, que são nutritivas e promovem ótimos benefícios à saúde.

Por Leandro Lui

Nenhuma das várias classes de trabalhadores no Brasil elegeu tantos representantes ligados ao seu segmento quanto os agricultores. Os gaúchos acabaram dobrando sua representação nas bancadas estaduais e federais. Ligados direta ou indiretamente, serão dez deputados federais, uma representante no Senado e três nomes, na Assembléia Legislativa.
Os gaúchos estão representados por parlamentares de vários partidos como, por exemplo, os petistas Elvino Bohn Gass, Dionilson Marcon e Marco Maia. Já o PP leva à câmara, além dos já conhecidos da causa do agronegócio e reeleitos Luis Carlos Heinze e Afonso Hamm, também Jerônimo Goergen.
Por fim, em contraste à euforia da eleição, a Revista Globo Rural divulgou que a safra de grãos 2010/2011 deve ficar entre 145,72 e 147,93 milhões de toneladas, com uma redução que vai de 887,60 mil a 3,10 milhões de toneladas sobre o ciclo passado – que chegou ao recorde de 148,82 milhões de toneladas. Os principais responsáveis pela variação negativa na produção desta safra são a soja e o milho total (1ª e 2ª safras).

Por Ivana Dalmás

Ao contrário do que os petistas acreditavam, as eleições presidenciais serão resolvidas apenas no segundo turno. Com 46% dos votos, Dilma Rousseff não conseguiu a tão almejada vitória. José Serra obteve 32,6% dos votos, ficando como concorrente direto da petista, no segundo turno. Já a candidata do PV, Marina Silva, alcançou 19,3% dos votos, ficando na terceira posição.
As propagandas eleitorais gratuitas recomeçaram com cada um dos candidatos tendo dez minutos, no período da tarde e mais dez, no período da noite, para apresentarem suas propostas.
Para alguns periódicos estrangeiros, não há duvidas quanto ao resultado das eleições. O jornal El Comercio, de Lima, e La Vanguardia, de Barcelona, por exemplo, acreditam que Dilma será a vencedora das eleições presidenciais. Os jornais acreditam que o Presidente Lula teve uma campanha bastante ativa e aberta com Dilma e que, para os brasileiros, a candidata significa a continuidade do atual presidente – que se despede com uma aceitação recorde por parte da população. Além disso, os jornais dizem que Dilma não é nada carismática, mas que o povo brasileiro vai votar pela continuidade ao Lulismo.