Category: Política


Por Isabeli Lopes

O Vereador de Cruz Alta, Paulo Macagnan (DEM) apresentou em Sessão Ordinária da Câmara Municipal um Projeto de Indicação com a proposta de que seja estudada a implantação de passe livre no transporte coletivo urbano nos dias de eleição.

Vereador propõe passe livre nas eleições

De acordo com Macagnan as pessoas de baixo poder aquisitivo, em muitos casos, mudam de endereço com certa frequência, uma vez que procuram sempre um aluguel mais barato e acabam morando longe do local onde votam. Com a necessidade do voto obrigatório essa parte da população encontra dificuldade de deslocamento até seu colégio eleitoral, e assim podem sofrer algum tipo de influência ou até mesmo não votar.

Pensando nisso, o Vereador Macagnan desenvolveu um projeto que tem o objetivo de proporcionar benefícios à população de baixa renda no que diz respeito ao deslocamento dos eleitores. A proposta é de que essas pessoas tenham passe livre nos dias de pleitos eleitorais para facilitar o voto. “Muitas pessoas deixam de votar por não terem condições de pagar a passagem do ônibus. Entendo que o Poder Público tem o dever de facilitar essa situação para os eleitores”, ressalta Macagnan.

No município de Cruz Alta, nessas eleições, o índice de abstenção no 1º turno foi um pouco mais de 20%, já no 2º turno o índice aumentou, chegando a quase 23% a abstenção. Macagnan destaca que se esses eleitores que deixaram de votar tivessem transporte gratuito, certamente esses índices seriam menores.

Eleições DCE Unicruz

Por Mauricio Rebellato

É hoje, dia 09 de dezembro, a eleição para a escolha dos representantes do Diretório Central dos Estudantes, o DCE da Unicruz, gestão 2011. O pleito acontece nos três turnos e tem duas chapas concorrendo:

A número 01 – Chapa Evolução com o candidato a presidência Márcio do Rosário Bücker acadêmico de Fisioterapia e formado em Educação Física pela Unicruz.

A outra chapa, a número 2 – Chapa O DCE por todos nós tem como candidato a presidência Geovane Marangon do curso de Direito. Muito além de uma disputa o processo de eleições permite aos acadêmicos momentos de discussão de necessidades e de exercício político e cidadão.

Confira o que o candidato a presidência do DCE Márcio pela chapa número 01 e a candidata a vice-presidência da chapa número 02 Isabele Lopes de Comunicação Social, pensam sobre a importância da inserção do acadêmico na política e sobre o processo de eleição.

Candidato à presidência do DCE (Chapa 1):

Candidata à vice-presidente do DCE (Chapa 2):

Lazer para a terceira idade

Lei aprovada cria Fundo Municipal do Idoso em Cruz Alta e promove benefícios para a terceira idade.

Por Lucas Padilha

Garantir e auxiliar a qualidade de vida de pessoas da terceira idade através de políticas públicas e com ajuda da população. Essa é a proposta do Projeto de Lei aprovado em outubro na Câmara de Vereadores de Cruz Alta. A matéria prevê a instalação do Fundo Municipal do Idoso, medida que mantém em Cruz Alta 6% dos impostos arrecadados por pessoas físicas e 1% das jurídicas, caso elas autorizem destinar os tributos para esta causa.

Vereador Luiz Nóe tem projeto aprovado

A indicação do projeto de lei é de autoria do vereador Luiz Noé (PSB), que se baseou no Fundo Nacional do Idoso, criado pelo deputado federal Beto Albuquerque (PSB). “Esse projeto é muito importante e também serve de modelo para outras cidades. Até porque a população idosa aumenta a cada ano no Brasil, em Cruz Alta já são mais de 8 mil pessoas”, destaca Luiz Noé.

A aprovação foi comemorada pela categoria beneficiada. Segundo o presidente do Conselho Municipal do Idoso, Gil Silveira, a decisão é um avanço para a inclusão social da terceira idade. “O poder público deveria incentivar atividades que envolvam os idosos, pois muitos deles acabam gastando suas economias com remédios, consultas médicas justamente por estarem inativos. Como o Fundo serve para acumular recursos que promovam eventos de lazer para os idosos, pode reverter uma série de problemas da categoria”, desabafa.

Gil Silveira, presidente do Conselho do Idoso

Gil também faz um apelo à sociedade. Ele mostra dados surpreendentes: o conselho chega a receber 10 denúncias diárias envolvendo maus tratos aos idosos em Cruz Alta e deixa um alerta: “As ocorrências envolvem atos de violências, extorsão de dinheiro e até mesmo abusos sexuais. Os jovens que cometem crueldade não entendem que serão os idosos de amanhã. Quando eles perceberem isso, será tarde demais”.

Por Daniela Lisboa

Valor do saláro mínimo de 2011 segue indefinido

O ministro da Previdência Carlos Gabas, e o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, realizaram na quinta-feira, 18 de novembro, uma reunião com líderes de seis centrais sindicais sobre o aumento do salário mínimo. Líderes e representantes do governo não chegaram a um consenso sobre o valor. Um novo encontro deve ser realizado na próxima semana.

O governo defende o valor de R$ 540, estipulado com base no acordo firmado entre governo e sindicalistas em 2006. Os sindicatos defendem R$ 580. “Temos uma preocupação sim, com o impacto disso nas contas do governo e nas contas da previdência”, disse o ministro da Paulo Bernardo.

Segundo os ministros, o impasse está na tentativa de levar o valor para além do previsto no acordo fechado em 2006 que limita o reajuste à correção da inflação e ao PIB dos últimos dois anos. “Para nós do governo, o melhor é resistir à tentação de, digamos… Nós não gostamos do resultado deste ano e precisamos mudar. Vamos resistir, conversar direito, porque o critério é benéfico se você olhar a longo prazo”, atestou Paulo Bernardo, fazendo referência ao pedido das centrais.

Jovens + Política= RENOVAÇÃO

Por Viviane Lara

O descrédito no Legislativo aumenta a cada ano eleitoral, são escândalos, CPIs, afastamentos de cargo — o que contribuiu para que a população não acredite nos candidatos. Mesmo os mais entendidos no assunto não acompanham os quatro anos de mandato, pois fica difícil em virtude da desordem.

Mesmo conscientes da importância em eleger alguém de qualidade para assumir os cargos públicos os jovens eleitores querem ficar distantes desse processo. A internet foi um aliado para os candidatos, mas não foi o suficiente para convencer os internautas. Os eleitores acreditam que os políticos precisão passar por um processo de renovação.

Confira o vídeo que traz a opinião de alguns jovens a respeito das eleições deste ano.

Expectativa para o segundo turno

Por Ivana Dalmás

Ao contrário do que os petistas acreditavam, as eleições presidenciais serão resolvidas apenas no segundo turno. Com 46% dos votos, Dilma Rousseff não conseguiu a tão almejada vitória. José Serra obteve 32,6% dos votos, ficando como concorrente direto da petista, no segundo turno. Já a candidata do PV, Marina Silva, alcançou 19,3% dos votos, ficando na terceira posição.
As propagandas eleitorais gratuitas recomeçaram com cada um dos candidatos tendo dez minutos, no período da tarde e mais dez, no período da noite, para apresentarem suas propostas.
Para alguns periódicos estrangeiros, não há duvidas quanto ao resultado das eleições. O jornal El Comercio, de Lima, e La Vanguardia, de Barcelona, por exemplo, acreditam que Dilma será a vencedora das eleições presidenciais. Os jornais acreditam que o Presidente Lula teve uma campanha bastante ativa e aberta com Dilma e que, para os brasileiros, a candidata significa a continuidade do atual presidente – que se despede com uma aceitação recorde por parte da população. Além disso, os jornais dizem que Dilma não é nada carismática, mas que o povo brasileiro vai votar pela continuidade ao Lulismo.

Por Ivana Dalmás

O pleito eleitoral desse ano pode ser considero o mais exótico dos últimos tempos. São candidatos de todos os estilos e para todos os gostos: cantores, atores, palhaços, jogadores, lutadores, entre outros.
O palhaço Tiririca é o maior exemplo, uma vez que foi o deputado federal mais votado no país, tendo 1,3 milhões de votos e sendo o segundo mais votado na história da política brasileira. Sua eleição, porém, não está garantida, devido a vários problemas de ordem burocrática que o impedem de efetivar sua candidatura. Além disso, ele nunca escondeu que não sabe o que faz um deputado federal, afirmando que vai ajudar, estando já eleito, os mais necessitados, inclusive sua família.
Além dele, outras figuras bizarras concorreram a uma cadeira em assembléias estaduais e na câmara dos deputados, porém nem todos seduziram o eleitorado como o folclórico cantor. Até os ringues ganharam destaque nas eleições desse ano pleito desse ano: o lutador de boxe Maguila concorreu a deputado estadual pelo PTN, em São Paulo, e obteve 2.951 votos.
O fato é que é preciso analisar bem, candidato por candidato, pois nem todos estão ali empenhados em fazer política com seriedade e compromisso. Muitos só querem tirar sarro do povo brasileiro, e, dados os números, é possível constatar que o povo quer mais é ser ridicularizado mesmo. Infelizmente, não há como voltar atrás, logo, o que resta é ver se as escolhas foram acertadas.