Por Abel Ellwanger

Quem nunca teve um dia em que pensou nossa como o tempo passa rápido? Dizem que o tempo está passando muito rápido. As crianças crescem voando. A semana passa e ninguém sente. Quando se vê já é Natal e ninguém viu. Mas eis que fiquei pensando…

Será que é o tempo que está passando rápido por nós, ou somos nós que estamos passando ligeiros por ele? Caso tenhamos tempo para pensarmos bem, o tempo de hoje é igual ao que os nossos antepassados tiveram para viver. A diferença, talvez, resida no fato de que eles não tivessem esta estranha sensação de que a vida passa ligeira como num filme.

Creio que eles simplesmente viviam. Não sei o que foi que mudou a vida e nossa maneira de passar pelo tempo. Pode ter sido o avanço tecnológico ou o aumento da população que nos forçou a viver correndo de modo a evitar a fome e a miséria. Podem ser tantas coisas. E só uma posso dar como certa. Existe uma maneira melhor de viver e ela já foi aplicada e deixada de lado pelo homem com modo de vida ocidental. Este homem, não sabe mais lidar com o tempo, além de tantas outras coisas.

Deixa-o escorrer por entre os dedos desde o momento em que acorda sem despertar até a hora do sono, que tantas vezes nem vem. Colocou em seus palmtops tantas informações, precisa ler tantos livros, realizar tantos projetos, viver tantas vidas. Não consegue mais ouvir o tic tac que indica o tempo passar.